Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2005

No Portugal Profundo...e por todo o lado

Vale a pena ler este texto, Do Portugal Profundo ( o link está ali acima, no título do post)...
...e atentar onde estamos...com quem estamos.

Isto é para si, principalmente, senhor Jorge Sampaio, para mais uma das suas cruzadas...

Post ligeirinho de fim de semana

Hoje andei nas minhas lides de pai em fim de semana.

Entre deiversas actividades... tive de levar uma filha a uma festa de aniversário. Seria absolutamente normal, para pai em fim de semana- quem é pai ou mãe, com filhos em idade escolar, sabe do que falo- não fosse que a festa se efectuava na Costa da Caparica, no INATEL (Inatel, imaginem...ainda existe! Existe, persiste e tem culto, com uma das glórias do antigamente, do tal outro regime). Existe e lá estavam pessoas com ar feliz. Pareceu-me. Acho muito bem, quem sou eu...

Ora, ir de Benfica (pois, ainda há gente que vive em Benfica, diria um amigo meu...) até à Costa, num fim de semana de Verão ?!? Há cada um... isto só mesmo para pais... às duas e mei da tarde?! Regresso previsto para as 18:30 h ?!

Fiz o pânico todo ainda nem o elevador havia chegado ao meu piso, antes ainda de descer à garagem com a filhota. Eu ia meter-me numa daquelas bichas (as de carro, as filas de trânsito, tenham lá paciência...or'essa!) de praia? Nem acre…

Continuemos nesta senda de medíocridade

Sócrates já "conseguiu" os novos mil empregos. Mas apenas para os amigos:

Gostores hospitalares, gestores de empresas públicas ou participadas do Estado (Estado não é Governo! Oh usurpador!), Directores Gerais, Sub-qualquer coisa, sub-, vice- sub-vice, adjunto, adjunto-sub, adjunto-sub-vice, etc...

Mas diz o palerma do Primeiro Ministro que foram apenas lugares do Governo, ou de confiança política. Pois... entre nós portugueses, só existe confiança política entre membros do mesmo partido (será partido, com maiúscula?).

Enganei-me ali em cima...palermas somos nós!

Mas fiquemos descansados, estes agora nomeados oferecem mais confiança, são verdadeiramente mais competentes. E também não vão lá ficar muitos anos. Apenas o suficiente para garantir mais uma reforminha...para além das outras três ou quatro que já possuem.

Ah...que se passou com a reformita do Senhor Ministro das Finanças? E o das (des) Obras Públicas?

Agora entendi... estes 1.000 (mais de 1.000) eram essenciais para o ch…

Três mortes...

(Sem ver o que hoje se escreveu, pela bogosfera, sobre a morte de Álvaro Cunhal, de Vasco Gonçalves ou de Eugénio de Andrade, para não me deixar sugestionar)

Morreu Cunhal...

Custa a morte dele, pois já tive de ver e ouvir Soares tantas vezes, vezes de mais...e outras ainda piores. Dizem todos que foi um grande homem. Inteligente, sim. Líder, sim. Organizado, decidido, convicto, persistente, lutador. Tudo isso, sim. Mas que mais? Também perigoso, irresponsável: de que serviram as nacionalizações (perdão, roubos de empresas de outros), as manifestações, greves...algumas sim, mas o clima de instabilidade...olhe-se para Espanha e comnpare-se! Hoje pagamos e muito caro o que homens como ele nos fizeram ao país. Não tenho nem uma réstia de dúvida. E eu saí à rua na primeira mainifestação do 1º de Maio em 74 e depois voltei já em 1975... e fiquei-me por aí, quando assiti ao quebrar das sedes do CDS, das agressões de rua a manifestantes do PSD, quando tentavam colar cartazes de campanha eleito…

Classe média emprobrece o(no) país!

"Classe média empobreceu mais de 15% em 4 anos".

Este é o título do DNnegócios de hoje.

Há anos que digo em todos os círculos, de amigos, de colegas, pessoas em geral com que vou tendo oportunidade de conversar sobre a visão, o rumo e a estratégia que Portugal tem seguido ou devia seguir, que enquanto não tivermos uma classe média mais rica, mais folgada financeiramente, com capacidade de investir em pequenos negócios, familiares, ou pequenas sociedades é impensável e impossível esperar-se qualquer desenvolvimento acelerado para o nosso país.

Mas eu sou apenas eu...

A classe média é o estrato social mais numeroso em Portugal, tal como na maioria dos países europeus, ou de cultura ocidental.

Nesses países foi sempre da classe média que surgiram os mais inovadores investimentos, as mais inovadoras empresas e projectos económicos. Nunca das grandes multinacionais, que aliás tiveram também, todas esta mesma génese.

Foi assim na Alemanha, em França, no Reino Unido, em Itália, em Espanh…

Uma vergonha no (de) Governo

Quero começar por referir ( e cumprimentá-lo por tal) mais um excelente artigo de Rodrigo Moita de Deus, no Acidental.

Penso exactamente o mesmo sobre esta situação. Que foi criadra por Campos e Cunha e não por um qualquer de nós. Ele criou, preparou, a regra que fez com que ele próprio pudesse usufruir, ao fim de APENAS cinco anos de trabalho (muito esforçado, extenuante, desgastante, apoiado em umas três ou cinco secretárias , una cinco assessores e um motorista...?!? Ou eram mais ainda?) certamente de grande valor (ninguém sabe qual...já que agora tudo continua na mesma, na banca, na economia, nas finanças portuguesas (mas continuamos com este desfilar de vassalagens aos GRANDES especialistas portugueses, que fazem um doutoramento nos "states" e ...continuam teóricos), certamente de grande valor para SI MESMO.

O ministro não abdica dos seu PRIVILÉGIOS ESPECIAIS.
Agora também o seu colega das (des)Obras Públicas (Mário Lino)tem privilégios de qua não abdica. Eles assim decidi…

Freitas do Amaral continua na senda dos disparates

"Eu em dois meses e meio já fiz mais pelos portugueses do que se tivesse sido Presidente da República"

A frase é de Freitas do Amaral, em entrevista a Judite de Sousa, hoje na RTP 1.

Referiu também que o cargo de Presidente da República (PR) não tem uma função de muita importância (Sampaio, em casa, com o seu bom carácter, deve ter-lhe chamado uns nomes lindos...)

Excelente! Diz tudo de um homem que parece estar a caminhar a passos largos para a incapacidade... e sem dar conta do que diz.
Ele próprio já quiz ser Presidente. Nessa altura estava convicto que seria muito útil ao país. E que era o melhor.
Agora é outra vez o melhor...e já fez muito em dois meses e meio- mas ninguém deu por nada (terá sido só para alguns, que fez muita coisa, como é habitual no PS?)

Mas a resposta não nada a ver com o actual PR nem com as suas genuínas ideias sobre o cargo, a função de PR.

É uma resposta viciada. Viciada porque vem de quem já sabe ( etodos nós também sabemos) que, desta vez, se Cavaco S…

Dia Mundial para algumas crianças

Não costumo seguir a “tradição” bloguística de dedicar, sempre e por norma, um artigo a um Dia Mundial de “qualquer coisa”, mas hoje, Dia Mundial da Criança, é a excepção que tudo justifica.

Pelas crianças.Pelas crianças, o nosso último reduto de felicidade, o nosso último repositório de esperança, de fé num futuro tantas vezes sonhado e outras tantas desiludido, vale a pena dedicarmos uns minutos a escrevermos aqui e muito, muito mais do nosso tempo- a nossa vida toda, se pudermos!- a falarmos delas, a trabalharmos e vivermos para elas.
Querendo escrever um pequeno texto, pequeno porque os grandes textos não são os mais inspirados e elegantes e podem ser inadequados ao objecto que aqui pretendo tratar, as crianças, comecei afinal por dar um tom menos positivista.É que se a todos nos inspira e nos puxa para a frente, vermos uma das nossas crinças crescer, aprender, evoluir, nestes dias de pouca fé no nosso futuro caímos repetidamente na tentação de sentirmos que o futuro delas, crianças…